terça-feira, outubro 03, 2006

teoria do bolo rei

Eu conversa ontem com uma amiga desenvolvi uma teoria que tem alguma razão de ser. Falando de gajos, claro está, e das minhas histórias porque são muitas e más, ela dizia-me:
"Deixa lá! Não pode calhar-te sempre a fava!!!!"

Até que me veio à memória os tempos em que eu era uma criança e comia bolo rei ao magodes. Em minha casa todos já se riam porque eu estava sempre a partir fatias de bolo rei para me sair o brinde. de salientar que ate não sou grande fã de bolo rei ... mas tinha brinde. E então em vez do brinde saía a fava. E claro está quando eu já não aguentava mais de comer tanto bolo, parava. A pessoa que partia a proxima fatia saí-lhe o brinde.

Ora muito bem, moral da história:

  • desde pequena que não me saí brinde por isso o melhor é tal como no Bolo Rei começar a habituar-me às favas desta vida.
  • mesmo que eu nao queira perder a esperança do brinde é de salientar o facto de a U. E. proibio os brindes no bolo rei por argumentar a perigosidade da coisa. Logo agora é que não há mesmo brinde. A questão é será que a U.E. não ve que a fava é muito mais perigosa que o brinde????

3 comentários:

asdrubal tudo bem disse...

mas olha que às vezes aquilo que parece um brinde é no fundo uma fava e vice versa.

Ariel disse...

Vês como as nossas covnersas são produtivas? :)

talvez um dia nos encontremos por aí disse...

Que as nossas conversas são produtivas eu não tenho dúvidas! tenho é ainda entre a favas e o brinde... ou até mesmo o bolo rei em si... :)