terça-feira, novembro 29, 2005


É sempre tão difícil acreditar que podemos encontrar, noutra pessoa, a capacidade de avançarmos sem olharmos para o que se passou. Porque as pessoas são incrivelmente fraudulentas, incrivelmente cobardes. Não têm capacidade para correr todos os riscos da vida. Querem tudo feito e pronto! Querem que sejamos nós de corpo e alma quando eles próprios são uma cópia de tudo o que existe na alma. Não há entrega, não há a valorização de que duas pessoas podem ser sempre mais felizes que uma pessoa sózinha.

Isto é, para mim, o pior de tudo. A desilusão de pensar ter pensado numa pessoa como pessoa.

3 comentários:

Pablo disse...

É, fico pensando se realmente existe alguém que nos complete. Acredito que sim, mas que é impossível encontrar numa vida! Se não é impossível é mais difícil que acertar numa loteria mundial. Mas existem aqueles que, se não encaixam, pelo menos chegam muito, muito perto disso. O problema é quando nos sentimos flicts, párias, alternativos aos alternativos, e.t.'s... Mesmo namorando, mesmo amando e sendo amado, mesmo sendo muito bom estar com alguém, às vezes este sentimento me surge - que fique entre nós! E sei que surge a ela também. Mas enquanto existe amor, acredito qe existem possibilidades.
Grande abraço.

talvez um dia nos encontremos por aí disse...

:) fica entre nós! para mim, aquele que chega muito perto de nós.... já será uma conquista. o pior é qdo pensamos que está perto e não está. estas duvidas e incertezas... estes riscos deixam-me sem chão.

Pablo disse...

Sim, concordo contigo, achar isso é descobrir o contrário é algo de avassalador. É tipo uma queda rápida de uma altura imensa, frio na barriga e desorientação!
Sim, estás certa mais uma vez!
Abraço.